Capuccino com Mingau

Como Luna

Image

Eu sempre fui completamente obcecada por Harry Potter. Eu era do tipo que corria com toda a velocidade em direção á uma parede, tentando achar um outro portal pra Hogwarts, que quando completei onze anos de idade, abria a porta de casa diariamente para ver se alguma coruja havia deixado a minha carta, gritava feitiços, sussurrava azarações… e dentre as personagens femininas que eu mais gosto são Hermione e Luna. Mas eu sempre me identifiquei mais com Luna. Até o meu pai dizia que eu e ela eramos parecidas.

   Há muito tempo atrás, eu costumava me importar demais com a opinião dos outros. Do tipo que ficava horas chorando por criticas. Acontece que, na terceira série, eu comecei a ver o quanto isso era ridiculo, e prometi á mim mesma que eu não deixaria de ser feliz, não deixaria de ser quem eu era, não deixaria de fazer as coisas que eu gosto, por causa do que os outros pensariam. Selei essa promessa comigo mesma, indo para a escola com uma meia rosa e a outra amarela (eles quase me mandam voltar para casa, mas valeu a pena), e hoje eu posso dizer honestamente, que sou bem mais feliz. Me visto como eu quero, faço o que eu quero, corto o meu cabelo do jeito que eu quero. É obvio que a opinião de algumas pessoas é importante, por eu confiar nessas pessoas e saber que elas só querem meu bem. Mas se eu for no shopping, gostar de um sapato, e minha amiga odiá-lo, eu irei comprá-lo porque EU gostei, e irei usá-lo com um enorme sorriso no rosto. Eu não seria ninguém hoje se continuasse me importando com o que os outros pensam de mim. E é por isso que eu me identifico com a Luna. 

   Rotulada como estranha, a Luna não está nem aí. Lê revista de cabeça para baixo, acredita em coisas que ninguém mais acredita, ela não tem medo de ser quem ela é. E é por isso que eu a admiro tanto.

    Sou escandalosa, sorridente, rio de coisas que não são engraçadas para os outros. Sou amigável, falo coisas sem sentido, sou pensativa, tenho sonhos que muitos dizem ser impossível, sou excêntrica, uso roupas que muitos não teriam coragem de usar. E realmente, acho engraçado quando as pessoas comentam “olha que sapato horroroso” “que menina gala seca, ela ri de tudo”. Quer dizer… quem usa o sapato, sou eu. Não é eles. Eu comprei com o meu dinheiro. Não foram eles que pagaram. Quem está usando sou eu, não eles. O gosto é meu, e de mais ninguém. Então o que eles tem com isso? Tem gente que vem me dizer para eu parar de usar tal roupa, para eu parar de fazer tal coisa, porque ELES não gostam. Esse é o tipo de pessoa mais idiota que existe. Quer dizer, se eu gosto, e se eu estou feliz assim, o que eles tem com isso? Por que as pessoas insistem em implicar só porque a outra pessoa é diferente dela? Gosta de coisas diferentes? Acorda, sociedade. Esse é um dos motivos para o mundo tá o lixo que é hoje. Sejam mais como a Luna. Não tenham medo de ser quem vocês são!

Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: