Capuccino com Mingau

Arquivo para o mês “maio, 2013”

Algumas fotos velhas

Image

ImageImage

Image

Image

 ImageImage

Algumas das milhares de fotos que eu achei perdidas no cartão de memória da minha camera.

Receita para criar um monstro

Image

 

Ingredientes:

* Duas colheres (sopa) de super-proteção, prender a pessoa, e não lhe deixar fazer nada e viver a vida, com medo que ela se machuque e se magoe;

* Uma colher (sopa) de alienação, faça a pessoa pensar que vive em um mundo perfeito, esconda-lhe sobre as drogas, bebidas, estupros e todos os outros maus… afinal, se a pessoa não souber sobre essas coisas, não tem como ser atingida;

* Meia colher (sopa) de “tudo o que ele faz é certo, e as coisas erradas que faz, tem um motivo”, junto com um afago na cabeça e nenhuma punição quando ele faz algo de errado.

* Algumas outras coisas.

Modo de preparo:

Misture tudo no liquidificador, e sirva. Depois sente-se, e espere para ver o estrago acontecer.

Um novo vício chamado Clarice Falcão

Image

Eu estava passendo pelos meus blogs de sempre, quando dei de contro com um uma música de uma menina linda, com uma voz de veludo, que cantava letras fofas e engraçadinhas. Então lá fui eu, procurar mais sobre ela, ouvi outras músicas, e me apaixonei cada vez mais, e agora ela está na minha playlist. Ela é de Recife, nascida no dia 23 de outubro de 1989, e além de cantora, também é atriz e roteirista. Além de linda, talentosa em várias áreas.

As músicas dela trazem uma paz, sabe? Além de que dá pra se identificar e se divertir bastante com as letras. Apaixonem-se por ela tanto quanto eu:

Para quem curtiu, aqui está o canal dela no youtube.

Mãe

Image

Não costumo dizer o tempo todo que te amo, na verdade, digo menos do que deveria. Não costumo te abraçar e nem te beijar com a frequência que você merece, e te peço perdão por isso. Definitivamente o titulo de melhor filha do mundo não se enquadra a mim. Discuto por você por coisas bestas, e me irrito facilmente. Passo um tempo maior do que o necessário no computador, e não saio dele quando você me manda estudar. Sou preguiçosa, e, apesar de não ser a garota mais problemática do mundo, não facilito as coisas para você, e te peço perdão por isso. Tenho uma grande dificuldade em expressar o que eu sinto, e pedir desculpas também é algo difícil. Na verdade, acho que sou assim justamente por isso, as minhas irritações frequentes e brigas constantes, na verdade, nada tem haver com você, e sim comigo. Eu, por ser teimosa, tola e egoista, e não conseguir te fazer sentir tão amada e maravilhosa quanto deveria.

Porque, quer saber um segredo? Você é a mulher mais incrivel que eu conheço. A mulher mais forte que eu conheço, e a pessoa que eu mais amo no mundo. Peço perdão á você por não te lembrar disso todos os dias, mas você é. A sua história de vida, o jeito que você tem de lidar com as coisas – embora ás vezes eu discorde -, é completamente admirável. Quando você saí na rua, andando de maneira poderosa, vestida de maneira elegante, fazendo homens suspirarem e mulheres xingarem por inveja, ninguém jamais iria parar para imaginar o que a senhora já passou, e a maneira invejável como conseguiu passar por cima.

Somos diferentes, isso é obvio. Eu gosto de fazer minhas loucuras, e a senhora é muito conservadora. Gosto de ouvir rock no ultimo volume, enquanto a senhora me irrita com Roberto Carlos cantando as músicas que eu já sei decoradas pela casa no ultimo volume também. Mas sabe, essas coisas realmente não importam tanto como damos a proporção.  Quando eu estou triste, afinal, vou para o seu colo. Não digo absolutamente nada, como disse, não sou boa com sentimentos, mas sua presença e o silêncio do momento me confortam, e o jeito que a senhora acaricia meus cabelos me faz ter vontade de dormir. São os tipos de momentos infinitos. Assim como quando a senhora está mal, não precisa dizer nada, seus olhos dizem. E então eu te abraço, até você se acalmar.

Eu te amo, mãe. Com todos os seus defeitos, são as sua imperfeições que te tornam perfeita. E te peço perdão por dar trabalho ás vezes. Aproveite o seu dia.

A fotografia de Voodica

Image

 

Eu estava passeando pelo deviantart, quando tive o prazer de encontrar o trabalho de Voodica, e foi amor a primeira vista. Para quem não sabe, Alice no País das Maravilhas e Peter Pan são meus contos de fad preferidos, e Voodica trabalha muito bem com fotográfiam, existe uma certa mágica nas fotos dela… e ela também é apaixonada por Alice no País das Maravilhas. Fez uns trabalhos maravilhosos, tão maravilhosos, que resolvi compartilhar com vocês.

Image

Image

Image

Image

Image

Image

ImageO nome dela é Marta, dona de um cabelo roxo maravilhoso, e um lado da cabeça raspada, é a Polandesa que é a responsável por esse trabalho encantador e maravilhoso, mostrando as várias possibilidades de trabalhar com esse mundo mágico de Alice, como a Dark Alice, que eu me apaixonei:

Image

Image

ImageEla adora trabalhar com esse tema, e em cada trabalho que faz inspirado nesse tema, surpreende com a beleza, delicadeza, melancolia e outros adjetivos maravilhosos para descrever o trabalho dela. É algo realmente incrivel como ela consegue retratar de forma tão maravilhosa esse conto de fadas.

Image

Image

ImageEncontre ela nesses links: deviantart e o site oficial dela.

A vida imperfeita

Image

 

Você abre a porta do seu apartamento, aquele que você sempre sonhou em ter, aquele que você sempre mobiliou no The Sims, naquele bairro chique da cidade. Seu cachorro a recebe com aquela festa, que só ele sabe fazer. Aquela raça que você sempre quis ter. Você entra, cansada, depois de dar uma rápida atenção para ele, acabou de chegar do seu trabalho dos sonhos, e por mais que o adorasse, lhe deixava extremamente cansada. Você caminha em direção ao seu banheiro, apreciando a tranquilidade da casa, enquanto lê um livro de repouso na banheira, tomando um banho espumado e relaxante. Depois de um tempo na banheira, você se levanta, e caminha até a cozinha, preparando o jantar, com a ajuda da sua empregada. Não que você precisasse cozinhar, a pagava para realizar tarefas da casa como essa, mas cozinhar para as pessoas que você ama lhe dava prazer.

                Braços firmes e fortes, junto com um forte perfume masculino a envolvem, dando-lhe um macio beijo no pescoço que lhe arrepia completamente. É o seu marido, aquele garoto com o qual você sempre sonhou em casar, agora vocês casaram. Ele te ajuda com a comida, embora você não precisasse, e vocês conversam sobre como foi o dia de cada um, enquanto as crianças correm pela casa, fazendo a costumeira bagunça. São os seus filhos. Um casal de gêmeos, estudiosos e bagunceiros, risonhos e obedientes. Eles estão brigando por algo, e o seu marido lhe dá um beijo na testa, enquanto resolve o problema dos dois, é o tempo em que você arruma a mesa. Manda os gêmeos e o marido lavarem as mãos, e todos se reunem na mesa na sala de jantar, e depois da prece, vocês comem. Todos parecem felizes e satisfeitos com a comida, e os gêmeos contam como foi a escola. E adivinhe só, sua filha estava apaixonada pela primeira vez. Seu marido fez uma expressão torta, não gostando da ideia, enquanto você ria e perguntava como era o sortudo. Já o seu filho, estava viciado em futebol e em super heróis. Você e seu marido aproveitavam a oportunidade para contar á eles sobre a viagem para Paris que fariam nas ferias. Os gêmeos reclamam. Paris de novo? O menino gostaria de ir para a India, ou para o Japão, enquanto a menina gostaria de ir para a Disney ou para o Hawaii novamente. Tudo está perfeito. Você olha para o seu marido, e os olhos dele encontram os seus. Suas mãos se entrelaçam por debaixo da mesa, e os dois sorriem abobados, como se estivessem apaixonados pela primeira vez.

                E então você acorda, no seu quarto pequeno e apertado, em um bairro nada luxuoso, porém barato, era o que você conseguia pagar com o seu salario de escritora, e alguns bicos como garçonete. Você não usa um anel de ouro no dedo da mão esquerda, está namorando com um garoto que não acredita em casamentos, e passa a maior parte da vida bebado, ganha dinheiro dos pais. Você não tem filhos, embora desejasse muito tê-los, mas mal tinha condições para sustentar a si mesma, quanto mais filhos, e gêmeos, como ela sempre sonhara. Nunca fora á Paris, nunca botou o pé para fora do seu país de origem, tinha um cofre de porco comprado na feira, com algumas moedas de troco de ônibus que ela estava economizando para ir para Paris. Você abraça seus joelhos, e deixa uma unica lagrima escapar. É normal sonhar com tudo, quando não se tem nada, mas depois da costumeira tristeza de acordar, você abriria seu caderno, e escreveria um texto novo, vivia de sonhos mágicos, e apesar de não ter a vida que sempre sonhara, estava feliz e confortável em seu apartamento apertado, e amava o seu namorado, apesar dele não ser um principe. A vida nem sempre é como sonhamos, mas nunca estamos realmente satisfeitos com o que já possuimos. 

 

Navegação de Posts